Segunda, 19 de novembro de 2018
86 9 9455-5513
Política

06/09/2018 ás 22h08 - atualizada em 06/09/2018 ás 22h40

Redação

Hugo Napoleão / PI

Esfaqueado, Jair Bolsonaro sofre forte hemorragia, passa por cirurgia e está em UTI
Eduardo Bolsonaro, filho do presidenciável, disse nas redes sociais que o pai não corre risco de morte, e pede orações.
Esfaqueado, Jair Bolsonaro sofre forte hemorragia, passa por cirurgia e está em UTI
1600

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi vítima de um atentado na tarde desta quinta-feira (6), durante um ato de campanha que acontecia na cidade de Juiz de Fora (MG). 


O suspeito usou uma faca para atingir o presidenciável na região do abdômen, no momento em que ele estava sendo carregado por apoiadores.


Assim que foi informado sobre o ataque, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável, usou as redes sociais para tranquilizar os apoiadores de Jair, afirmando que ele não corre risco de morte, e pediu orações para o pai.


Posteriormente, soube-se que o quadro do presidenciável era mais delicado do que se imaginava a princípio.



O candidato do PSL foi encaminhado para a Santa Casa de Juiz de Fora. Ele passou por uma cirurgia e ficará internado na Unidade de Terapia Intensiva.


O hospital informou que a facada atingiu a artéria mesentérica, que é responsável pela irrigação de diversos órgãos, como o intestino e o pâncreas. 


Além disso, durante a cirurgia os médicos também encontraram lesões no intestino. Para evitar que as fezes provocassem uma infecção, os médicos realizaram uma colostomia temporária, procedimento que consiste na exteriorização de uma parte do intestino grosso, para eliminação das fezes.


Bolsonaro teve uma forte hemorragia e precisou receber transfusão de sangue.


Veja os vídeos do ataque abaixo.


Apoiadores do presidenciável tentaram linchar o suspeito antes de a polícia intervir. Ele foi identificado como Adélio Bispo de Oliveira (na foto abaixo, divulgada pela polícia).



Como o atentado ocorreu durante um ato de campanha, o crime será investigado pela Polícia Federal. 


Em entrevista ao canal Globo News, o deputado estadual Flávio Bolsonaro, outro filho de Jair, declarou que o atentado ao seu pai teve claramente motivações políticas. O parlamentar também afirmou que autoridades da segurança já haviam alertado Bolsonaro para o risco de ele ser alvo de algum atentado durante a campanha eleitoral.


"A gente sempre toma as precauções. A gente sabia que isso ia acontecer. Não é à toa que ele anda com escolta da Polícia Federal, enfim, está sempre bem guardado. Mas quando acontece de fato aquilo que a gente achava que ia ficar só na ameaça aí é que a ficha cai. Pelo menos isso é um sinal que dão pra nós de que a gente está no caminho certo."


"É um susto que a gente toma, depois da notícia de que tentaram matar seu pai por razões políticas [...] A gente vê que a pessoa foi pra matar meu pai. Eu fico imaginando o que passa pela cabeça da pessoa numa situação dessas", acrescentou  Flávio Bolsonaro.






Fonte: Portal o Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Redação Agora Piauí

Redação Agora Piauí

Blog/coluna Últimas notícias e matérias de todos os acontecimentos e muito mais em um só lugar!
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium