Terça, 23 de abril de 2019
86 9 9455-5513
Esportes

06/02/2019 ás 21h35

Marcos Genilson

Hugo Napoleão / PI

Santos faz 7 a 1 no Altos e avança na Copa do Brasil
Altos x Santos - Copa do Brasil - 1ª fase - 06-02-19
Santos faz 7 a 1 no Altos e avança na Copa do Brasil

Ainda abalado pela derrota por 5 a 1 para o Ituano no fim de semana, o Santos estreou na Copa do Brasil com uma goleada ainda maior, mesmo após levar um susto. Nesta quarta-feira, em Teresina, no Estádio Albertão, venceu o Altos-PI por 7 a 1, se garantindo na segunda fase do torneio nacional. 


Um gol aos cinco minutos do Altos surpreendeu o time, mas dessa vez foi só um susto. Com extrema facilidade, o time marcou cinco vezes no primeiro tempo e outras duas na etapa final. Assim, ampliou o ótimo início de temporada do seu setor ofensivo, agora com 19 gols marcados em seis partidas. 


Embora seja indiscutível a diferença técnica dos times, a expressiva goleada premiou a estratégia de Jorge Sampaoli de buscar o ataque o tempo todo. E exibiu eficiência para construir a virada no primeiro tempo, a transformando rapidamente em goleada, sendo liderado pela boa atuação do uruguaio Carlos Sánchez, que fez dois gols e organizou as principais jogadas ofensivas.


Na segunda fase da Copa do Brasil, o Santos terá pela frente o vencedor da série entre Sobradinho e América-RN, que será realizado ainda nesta quarta-feira. Já pelo Campeonato Paulista, seu próximo compromisso será sábado, no Pacaembu, contra o Mirassol. 



Veja a galeria de fotos da partida



O JOGO - O início do jogo começou com sustos para o Santos. Dando espaços para o Altos, quase levou gol no primeiro contra-ataque do time piauiense. E, para piorar, foi vazado aos cinco minutos, em uma jogada de bola parada. Ancelmo bateu falta rasteira, Sánchez fura ao tentar afastar e Luizão mandou para as redes. 


O gol precoce levantou o temor de uma eliminação no Santos, abalado pela dura derrota para o Ituano no fim de semana. Só que dessa vez o time reagiu. E empatou o jogo aos 11, com gol de cabeça de Luiz Felipe, após cobrança de falta de Jean Mota, com o árbitro não percebendo que o zagueiro estava impedido. 


A partir daí, o primeiro tempo se tornou um passeio para o Santos. O time virou aos 24, quando Copete levantou para Derlis González finalizar às redes. No lance seguinte, aos 25, Alison desviou cruzamento rasteiro de Diego Pituca e acabou sendo ajudado por falha do goleiro Andrade para marcar. O quarto gol foi lindo, com Sánchez interceptando passe errado do Altos e batendo de cobertura, aos 28. E o uruguaio fez mais um, aos 40, em novo chute de fora da área. 


Após o susto, seguido do massacre, o Santos diminuiu o ritmo no segundo tempo. Desconcentrado, cometeu até alguns erros, especialmente na saída de jogo, em lances com Vanderlei, Felipe Aguilar e Gustavo Henrique. Mas o Altos não conseguiu aproveitar as oportunidades para diminuir a sua desvantagem.


Embora tivesse facilidade para criar chances de gol, o Santos jogava em ritmo lento no segundo tempo, inclusive dando espaços ao clube do Piauí. E o time só foi aumentar o ritmo a partir da entrada de Soteldo. O venezuelano exibiu vontade de marcar o seu gol. E conseguiu. Aos 24 minutos, interceptou lançamento longo de Gustavo Henrique e, livre na entrada da grande área, chutou no alto, marcando mais um belo gol para o Santos. E não ficou nisso. 


Aos 37, o time selou o placar em 7 a 1, com um gol marcado por Diego Pituca, que chegou finalizando após cruzamentode Eduardo Sasha. Sampaoli ainda deu chance ao jovem meia Sandry, de apenas 16 anos, de ganhar mais alguns minutos entre os profissionais - havia sido aproveitado no fim do duelo com o Bragantino. 


FICHA TÉCNICA:

ALTOS 1 X 7 SANTOS 

ALTOS - Andrade; Caíque, Ramon Baiano, Renato Santos (Netinho) e Tiaguinho; Jorginho, Dos Santos, Júnior Paraíba, Ancelmo (Wesley) e Eder Guerreiro; Luizão (Raphael Freitas). Técnico: Leandro Campos. 

SANTOS - Vanderlei; Luiz Felipe, Aguilar e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez (Eduardo Sasha), Jean Mota (Soteldo) e Copete; Derlis González (Sandry). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - Luizão, aos cinco, Luiz Felipe, aos 11, Derlis González, aos 24, Alison, aos 25, Sánchez, aos 28 e aos 40 minutos do primeiro tempo. Soteldo, aos 28, Diego Pituca, aos 37 minutos do segundo tempo. 

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).
CARTÕES AMARELOS - Renato Santos.
RENDA - R$ 84.940,00.
PÚBLICO - 4.407 pagantes.
LOCAL - Estádio Albertão, em Teresina (PI).

Por Leandro Silveira
Estadão Conteúdo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium