Segunda, 19 de novembro de 2018
86 9 9455-5513
Brasil

12/12/2017 ás 09h34 - atualizada em 12/12/2017 ás 10h59

Sebastião Silva Neto-Jornalista DRT-0002001/PI

Piripiri / PI

Polícia Civil de Piripiri elucida crime e prende latrocida
O acusado vitimou Alessandro da Silva Magalhães. Edmilson Roseno Magalhães estava escondido no bairro Petecas, onde foi localizado pela equipe policial.
Polícia Civil de Piripiri elucida crime e prende latrocida
Polícia Civil de Piripiri elucida crime e prende latrocida

A Polícia Civil do Piauí, através da equipe do 1o. Distrito Policial de Piripiri, sob o comando do Delegado Jorge Terceiro, efetuou a prisão, no fim da manhã desta segunda (11), de Edmilson Roseno Magalhães, pela prática de crime de latrocínio (roubo seguido de morte), ocorrido na noite anterior nas proximidades da chamada ponte do Biano, bairro Paciência, em Piripiri.


O acusado vitimou Alessandro da Silva Magalhães. Edmilson Roseno Magalhães estava escondido no bairro Petecas, onde foi localizado pela equipe policial.


Logo que a notícia do crime chegou até a Polícia Civil, nossa unidade policial iniciou as diligências já no local do crime, onde foram localizadas peças de roupa e pulseiras que não eram da vítima, mas que estavam próximo ao corpo.

A Polícia localizou testemunhas que estiveram bebendo com o criminoso e a vítima na noite anterior e que informaram que a vítima teve uma discussão com o autor do crime por causa do aparelho celular da vítima.


Após a prisão do mesmo, a investigação também localizou o aparelho celular subtraído da vítima, que foi vendido pelo autor do delito a terceiros, logo após a prática do crime.

"O autor, após matar a vítima e subtrair seu aparelho celular, vendeu o aparelho por uma quantia em torno de cem reais.


Localizamos o aparelho que já está apreendido juntamente com os chinelos, pulseira e blusa do autor usada para esganar a vítima durante a luta corporal.


O médico legista esteve no local do fato e também procedeu à realização de exame cadavérico.


O autor do crime, na Delegacia, confessou a prática do delito, alegando embriaguez." Concluiu o Delegado Jorge Terceiro.


O acusado foi autuado pelo delito de latrocínio (art. 157, par. 3o, do Código Penal), o autor do delito pode pegar de 20 a 30 anos de prisão.




FONTE: Repórter 10

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium