De virada e com show de Vinicius Junior. Foi assim que o Flamengo buscou a vitória por 2 a 1 sobre o Emelec no estádio Banco del Pacífico, em Guayaquil, nesta quarta-feira, pela segunda rodada do grupo 4 da Libertadores. O atacante saiu do banco para marcar dois belos gols, depois de os mandantes terem aberto o placar com Brayan Angulo.





 


 

 


 

 



 






 






 









Com o resultado, o time carioca vai a quatro pontos e é o líder, enquanto os equatorianos ficam estacionados com um ponto. River Plate e Independiente Santa Fe, que se enfrentam nesta quinta na Argentina, somam uma unidade cada e completam a chavPela próxima rodada, o Flamengo receberá o Santa Fe em 18 de abril (quarta-feira), às 21h45 (de Brasília). Um dia depois, o Emelec enfrentará o River Plate, em casa, às 21h45.O resultado desta quarta representa o primeiro triunfo dos rubro-negros na Libertadores como visitantes desde 2014 - a última vitória havia ocorrido justamente diante do Emelec. Desde então, o clube brasileiro disputou apenas a edição de 2017 do torneio, na qual foi derrotado em seus três jogos fora de casa e acabou eliminado na fase de grupos.


Agora, o time rubro-negro voltará suas atenções para o Campeonato Carioca. A equipe duelará com a Portuguesa no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, pela sexta rodada da Taça Rio, às 16h de domingo.



O jogo


A partida começou equilibrada, com ligeira vantagem para a equipe da casa. Logo no primeiro minuto, Arroyo achou Luna bem colocado, mas o chute do atacante não levou perigo para Diego Alves. O Flamengo chegou pela primeira vez ao ataque aos quatro minutos, em lançamento de Diego para Rodinei, que investiu pela direita e cruzou para fora.


Aos seis minutos, a primeira polêmica. Éverton Ribeiro levantou na área, e a bola bateu no braço de Guagua. Os jogadores rubro-negros pediram a marcação de pênalti, mas o árbitro nada marcou. Depois dos dez minutos, o jogo ficou muito truncado com excesso de faltas e pouca objetividade. O Emelec mostrava mais agressividade, mas não conseguia penetrar na área e se limitava a fazer cruzamentos, facilitando a tarefa do goleiro Diego Alves.


Aos 22 minutos, o Flamengo voltou a aparecer no ataque. Jonas roubou a bola na intermediária, lançou Everton, que tocou para a conclusão de Lucas Paquetá, mas Dreer defendeu sem dificuldades.


O time carioca voltou a ameaçar aos 28 minutos. Everton fez boa jogada pela esquerda e deu ótimo passe para Henrique Dourado, que se atrapalhou quando estava livre na área e acabou desarmado. O Emelec respondeu com um chute perigoso de Burbano, que foi desviado por Jonas. Aos 34, Burbano foi desarmado por Jonas na área e caiu. A torcida pediu pênalti, mas o árbitro considerou que o lance foi legal.


O Flamengo chegou novamente com perigo aos 39, e Henrique Dourado foi novamente bloqueado depois de receber bom passe de Diego. O time visitante aumentou a pressão e quase chegou ao gol aos 41. Após cobrança de escanteio, Rhodolfo cabeceou forte, e Dreer fez grande defesa, evitando o primeiro gol. No minuto seguinte, Rodinei cruzou na cabeça de Henrique Dourado, mas o Ceifador desviou para fora.


O Flamengo voltou para o segundo tempo sem modificações. Logo aos dois minutos. Henrique Dourado recebeu na área, girou e bateu, mas Mejia bloqueou o chute e aliviou o perigo na área equatoriana. Logo depois, o mesmo Mejia quase complicou sua equipe. A bola cruzada desviou na sua cabeça e quase enganou o goleiro Dreer.


O Emelec só apareceu na área brasileira aos seis minutos, em cabeçada de Luna que não levou perigo para Diego Alves. O atacante Montero, que entrou no final do primeiro tempo, dava muito trabalho aos zagueiros rubro-negros.


Aos 19 minutos, o Emelec marcou o primeiro gol. Angulo foi lançado por Quiñonez, invadiu a área e chutou. A bola desviou em Rhodolfo e enganou Diego Alves.


Depois de sair atrás, o técnico Paulo Cesar Carpegiani tentou tornar o time do Flamengo mais ofensivo e trocou Éverton Ribeiro por Vinicius Junior. Aos 24 minutos, Diego teve chance de bater uma falta na entrada da área, mas mandou por cima do travessão. Aos 30 minutos, Diego fez bom passe para Vinicius Junior, que desperdiçou a oportunidade, chutando muito mal.


Dois minutos depois, Vinicius Junior se recuperou e anotou o gol do empate em bela jogada individual. O atacante driblou dois zagueiros equatorianos antes de finalizar, sem chances para o goleiro do Emelec. Aos 34, Henrique Dourado perdeu uma grande chance para desempatar. Inteiramente livre na área, o Ceifador cabeceou errado.


Depois de sofrer a igualdade, o Emelec se perdeu completamente, e o Flamengo aumentou a pressão em busca do gol da vitória. Aos 37 minutos, Henrique Dourado desperdiçou mais uma chance incrível, após receber na cara do gol.



FICHA TÉCNICA:
O Emelec só voltou a ameaçar aos 38, com um chute de Preciado que Diego Alves defendeu. Aos 40 minutos, o Flamengo desempatou, novamente com Vinicius Junior. O jovem atacante trocou passes com Diego, invadiu a área e tocou na saída de Dreer, definindo o resultado da partida.


EMELEC 1 x 2 FLAMENGO


Local: Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador)
Data: 14 de março de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Máreio Díaz de Vivar (Paraguai)
Assistentes: Milciades Saldivar (Paraguai) e Rodney Aquino (Paraguai)
Cartões amarelos: Quiñonez, Montero, Arroyo, Mejia, Dreer(Eme); Lucas Paquetá, Renê, Everton(Fla)
Gols:
EMELEC: Angulo aos 19 minutos do segundo tempo
FLAMENGO: Vinicius Junior, aos 32 e 40 minutos do segundo tempo


EMELEC: Esteban Dreer, Paredes, Mejía, Guagua e Baguin; Arroyo Espinoza, Quiñonez(Soliz), Luna(Modaini), Burbano(Montero) e Preciado García; Angulo. Técnico: Alfredo Arias


FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Juan, Rhodolfo e René; Jonas, Diego, Lucas Paquetá, Éverton Ribeiro(Vinicius Junior) e Everton; Henrique Dourado. Técnico: Paulo César Carpegiani